Graciely Carvalho

Frio e Dores no Corpo

Posted by: Graciely Carvalho on: 15/04/2013

12186_1

É só a temperatura baixar que começam as primeiras alterações no corpo. Garganta raspando, nariz com coriza, pela ressecada e dores musculares por todas as partes. Maurício de Moraes, ortopedista do Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT/SP), explica que, nessa época do ano, o corpo tende a forçar mais os músculos, a fim de produzir mais calor e diminuir a sensação de frio. É por essa razão que as pessoas sentem mais dores no corpo.

 

Ao contrário do que muita gente pensa, beber água não é um privilégio dos dias mais quentes. Embora não se sinta muita sede, o organismo necessita de líquido tanto quanto no verão. “A água hidrata e ajuda a manter a elasticidade do corpo e com isso reduz a sensação de que a pele está rasgando”, afirma Moraes.

 

É muito importante se manter agasalhado para que ocorra a manutenção do aquecimento corpóreo, porémevite a sobreposição de roupas. Vestir muitas peças, ao invés de aquecer, faz o corpo transpirar demais, o que poderá desencadear uma desidratação. A prática de exercícios físicos regulares também é recomendada, já que proporciona a proteção muscular e ajuda na prevenção de cãibras e outras dores.

 

“Evite choque térmicos, não saia de um ambiente quente e vá para outro frio, sem se proteger. Essa queda de temperatura pode gerar sérias complicações físicas como, por exemplo, o torcicolo”, recomenda Moraes.

 

Para evitar o agravamento das dores nas articulações (causadas pela inflamação nos nervos) ou até mesmo a lombalgia (dor na parte inferior das costas), é importante se manter aquecido. “Durante o dia, não permaneça sentado por mais de 50 minutos. Para se prevenir de contorções, levante-se, da cadeira e faça qualquer movimento com o corpo, que pode ser apenas alguns passos pela sala”, sugere o ortopedista.

 

O que fazer para diminuir a dor

O ortopedista Maurício de Moraes indica uma série de exercícios físicos que ajudam a diminuir os incômodos nos dias mais frios. Logo pela manhã, realize os oito movimentos. Durante o dia, em intervalos de 50 minutos, repita pelo menos dois exercícios:

 

1. Em pé, com os joelhos levemente dobrados, ou sentado, mantenho as costas alinhadas, cruze os dedos das mãos acima da cabeça e, com as palmas viradas para cima, estenda os braços até seu limite, por 5 segundos;

 

2. Em pé, com os joelhos levemente dobrados, coloque um dos braços acima e atrás da cabeça, com o cotovelo dobrado. Segure-o com a outra mão e puxe calmamente. Incline o tronco para o mesmo lado que estiver puxando até seu limite, por 5 segundos. Faça o mesmo procedimento do outro lado;

 

3. Em pé, com os joelhos levemente dobrados, entrelace os dedos das mãos atrás das costas, apontando as palmas para o chão e fazendo a extensão dos cotovelos sutilmente até seu limite. Mantenha a posição por 10 segundo;

 

4. Sentado, mantendo as costas alinhadas e pernas relaxadas, aponte o queixo para um dos ombros. Sem flexionar a cabeça, mantenha a posição em rotação máxima para o seu limite por 10 segundos. Faça o mesmo procedimento do outro lado;

 

5. Sentado, mantendo a postura ereta, ou em pé, com os joelhos dobrados, entrelace os dedos das mãos e estique os braços lentamente para frente, na altura dos ombros. Mantenha por 15 segundos;

 

6. Em pé ou sentado, não esquecendo de dobrar levemente os joelhos na primeira posição e de manter as costas alinhadas, apóie uma das mãos no ombro oposto e, com a outra mão, puxe o braço pelo cotovelo, com o pescoço virado para o ombro do braço que está sendo exercitado. Mantenha por 10 segundos e repita o procedimento com o outro braço;

 

7. Em pé, com os joelhos levemente flexionados, coloque as mãos atrás dos quadris, empurrando-o sutilmente para frente, e mantenha a posição por 20 segundos;

 

8. Sentado, com as pernas cruzadas e mantendo a postura correta, force a inclinação lateral do pescoço, com uma das mãos, em direção ao ombro do mesmo lado da mão, até o seu limite, por 10 segundos. Em seguida, repita o exercício do outro lado.

 

Fonte: Revista Viva Saúde

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Graciely Carvalho

Fisioterapeuta | Crefito 46427-F

Fisioterapeuta,formada pela Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE. Com formação Internacional em Microfisioterapia pela Escola de Terapia Manual e Postural Salgado, formação em Cadeias Musculares Leopold Busquet, RPG/FM, Terapia Manual de Maitland.

Atuando na Ortotrauma Clínica de Fisioterapia
46 3225 9316
Pato Branco - PR

Abril 2013
S T Q Q S S D
« Mar    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930